sexta-feira, julho 04, 2008



Haveria lá melhor forma de comemorar o Dia da Cidade?

Com o anúncio pelo Secretário de Estado das Obras Públicas de novas e melhores acessibilidades para a nossa cidade e para a nossa região, estou certo que não haveria melhor forma de comemorar a cidade.

Ontem, dia 3 de Julho, a nossa cidade comemorava assim a juventude dos seus 22 anos de idade, ainda há pouco tempo saída de uma adolescência que a fez crescer e entrar na idade adulta.

Para quem não tiver a memória, certamente recordar-se-á da cidade com desenvolvimento caótico com construção desenfreada e ao sabor dos construtores, sem infra-estruturas dignas desse nome, das ruas esburacadas, da inexistência de passeios, em resumo: um burgo caótico, sem exigência, nem qualidade de vida para com os seus cidadãos.

Do caminho percorrido pela cidade, neste notável período de crescimento sustentado, as políticas de desenvolvimento local constituíram a resposta necessária aos principais desafios e imperativos colocados pelo ajuste estrutural da economia local, duma pequena cidade do interior, no contexto regional e nacional, mas que se reflectiu, indubitavelmente, na substancial melhoria da qualidade de vida de todos os senenses que sentem, a cada dia, o pulsar da cidade e que, de forma desprendida, também no dia-a-dia, tudo fazem para que Seia seja maior e cada vez mais uma cidade onde apeteça viver.

Por isso, foi com prazer, e algum orgulho, que assistimos ontem, no terreno, à concretização das medidas políticas de descentralização, actualmente em curso, desencadeadas pelo governo Sócrates, capazes de intensificar a transferência de competências, recursos e poder às instâncias regionais, estas sim, determinantes para induzir uma dinâmica capaz de impulsionar às regiões desfavorecidas o assumir de novas responsabilidades de desenvolvimento produtivo e superar o tradicional esquecimento que nos tem afectado, desde a época medieval, na busca de um tipo de crescimento económico com equidade inter-regional, criando novas, (e mais favoráveis) oportunidades de desenvolvimento, ou seja capazes de difundir de forma mais justa e equilibrada os resultados do progresso e da modernidade, no sentido de um processo de mudança social e institucional que, dado o perfil marcadamente centralizado de poder, agregado aos enfoques macroeconómicos predominantes da centralização e que, à falta de um verdadeiro modelo de regionalização, ainda não foi devidamente equacionado pelos portugueses, no sentido de uma solidária coesão nacional.

O anúncio de ontem, do Secretário de Estado das Obras Públicas, nas comemorações da cidade, foram, por isso, um momento alto para todos os senenses, um exemplo de política real do governo Sócrates, que apesar das serôdias preocupações sociais desta Oposição, confusa e sem projecto, que nesta matéria não tem qualquer autoridade moral para reivindicar o que quer que seja.

Assim sendo, depois das boas notícias do projecto de requalificação e valorização ambiental do rio Seia, notável obra de requalificação urbana da baixa da nossa cidade, e do anúncio das novas e melhores acessibilidade feitas pelo Secretário de Estado das Obras Públicas, haveria lá melhor forma de comemorar o Dia da Cidade?


1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

A minha cidade, Horta - cidade mar, comemora o seu aniversário no dia 4 de Julho.

Luar de Prata

novembro 30, 2008 1:49 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home