segunda-feira, junho 09, 2008

Opacidade democrática e as preocupações sociais do PSD

Rendimentos declarados em 2005: mais de 179 mil euros e um duplex em Lisboa


Segundo o Correio da Manhã de 6 de Junho de 2008, na declaração entregue em 2005, no Tribunal Constitucional, Santana Lopes, actual líder parlamentar demissionário declarou como rendimentos de trabalho dependente 25 040 euros e 120 970 euros de rendimentos de trabalho independente.

Valores a somar ainda às pensões, 33 330 euros, e aos rendimentos capitais, 478 euros. Feitas as contas, um total de 179 818 euros. Como património imobiliário, o deputado, nascido a 29 de Junho de 1956, declarou um duplex em Lisboa.

O ex-primeiro-ministro é gerente da sociedade de advogados Pedro Santana Lopes e Associados, na qual detém uma participação social de 60 por cento, segundo o seu registo de interesses.

Apesar da insistência do Correio da Manhã, Pedro Santana Lopes não respondeu às três perguntas sobre as declarações de rendimentos".

Com tantas preocupações sociais para com os pobrezinhos, afinal ele merece mesmo toda essa "grana" para manter a "sua filantrópica obra" que, como todos sabemos, é de "enorme alcance social"...


0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home