terça-feira, maio 29, 2007

Caso Charrua

Hipocrisia e oportunismo político do PSD

Todos nos recordamos que num outro governo do Sr. Silva até houve um ministro que foi demitido por uma anedota sobre extracção de alumínio de alentejanos hemodialisados, entretanto falecidos…

Aqueles que agora estão tão ofendidos, nessa altura, nada disseram. Basta atentar no silêncio do PSD relativamente a Alberto João Jardim e outros políticos, dirigentes desportivos que fazem do insulto uma forma de vida, de chantagem, até aos próprios dirigentes, sem que lhes aconteça nada. Eles lá saberão porquê!

Quanto ao Sr. Professor Charrua deveria saber que, como educador, tem responsabilidades acrescidas e a liberdade de expressão também serve para respeitar ou outros e não para ofender, mentir deturpar.

Por tudo o que fica dito e tendo em conta o oportunismo político da oposição alguém comentava que esta linguagem é, de facto, inaceitável num professor, mas perfeitamente compreensível num ex-deputado do PSD.

O insulto baixo e soez, do professor Charrua, só desprestigia a classe docente. Isso não é pedagogia é má educação e não é deste modo que os pedagogos dão o exemplo.

Muita gente fala do que desconhece, mas, enfim, é próprio dos iluminados. Uma vez que o caso está nas mãos do Ministério Público, aguarde-se o desfecho. A Justiça dará razão a quem a tem e saberá classificar a atitude do professor, bem como a atitude da directora.

No entanto admito que foi lamentável a decisão da Sra. Directora Regional, porque parece basear-se no "ele disse que... " fazendo-nos lembrar práticas delatórias do passado em que até as paredes tinham ouvidos.

Admito ainda que o carácter persecutório desta Sra. é por demais evidente, como é nítida também a complacência que está a ter no Ministério da Educação.

A delação é um acto absolutamente desprezível. Ainda que o inquérito que está a decorrer lhe dê razão é óbvio que a Sra. não tem condições para continuar…


0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home