quinta-feira, março 29, 2007

"Portugal, um Retrato Social"


Excelente! Parabéns António Barreto!...


O primeiro episódio de “Portugal, um Retrato Social” revestiu-se de uma importância e significado excepcionais!... Há muito que Portugal precisava de um estudo sociológico destes feito com seriedade e alguma profundidade e rigor científico.

O primeiro episódio de “Portugal, um Retrato Social” foi o exemplo daquilo a que se chama, verdadeiramente, Serviço Público. Parabéns à RTP também. Esta série documental constituirá, seguramente, um instrumento muito importante para o para compreender melhor a evolução da actual e futuras gerações de portugueses, para percebermos o País que somos e, como fomos no século passado.

Esta obra revela-se fundamental para entendermos a evolução social do país ao longo dos últimos 40 anos, onde a demografia, economia, indústria, saúde e educação, entre outros, são as notas dominantes.

Pela profundidade do trabalho, pela coragem, pela isenção, pela concepção e conteúdos, mas também pelo formato leve e esclarecedor, o primeiro programa assegurou já nota 20, por isso espero já, ansiosamente, pela emissão dos próximos programas.

De facto, muita coisa que mudou. Portugal de hoje tem diferenças abissais em relação ao Portugal de há 40 anos.

“Vivíamos felizes” na mais longa ditadura de Europa. Éramos, orgulhosamente, analfabetos e possuíamos a maior taxa de mortalidade infantil (“os anjinhos”).

Tínhamos censura à imprensa e comunicação social, (lápis azul”) tínhamos polícia política, tínhamos os mais baixos rendimentos e a pior alimentação da Europa. Não tínhamos nem saúde nem segurança Social, no entanto alimentávamos uma estúpida guerra colonial que matou e estropiou, uma parte significativa da juventude portuguesa, em nome não se sabe bem de quê!...

Quero acreditar que se a votação do GRANDE PORTUGUÊS fosse depois da exibição do primeiro episódio deste novo programa, talvez o estranho resultado a que se chegou, tivesse sido o outro…




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home