quinta-feira, janeiro 11, 2007

O estado do Estado “laico”

Já a antiga Secretária de Educação do CDS, Mariana Cascais, numa sua intervenção na A.R. lembrava aos deputados da AR de que a religião oficial do Estado era o catolicismo. Agora, o todo-poderoso director de finanças, Paulo Macedo, decidiu encomendar uma missa de Acção de Graças pela direcção-geral dos Impostos e respectivos funcionários; ou seja, uma mordomia que pode acrescentar ao principesco vencimento, que por milagre se vai mantendo, podendo violar a lei da liberdade religiosa e o princípio da neutralidade a que se encontra obrigado.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home