terça-feira, março 02, 2010

A bufaria e a canalhice…
.

Vivemos tempos estranhos onde a bufaria e a canalhice se ligam, sob a capa de uma espécie de jornalismo de inspiração no filósofo da Marmeleira, como também em todos os outros que pretendem subverter as regras do jogo democrático. E esta saga parece nunca mais acabar! Nesta passerelle de escrevinhadores por encomenda assistimos ao pavonear de pseudo-jornalistas de má índole, que chegam ao cúmulo de se sentirem orgulhosos pelo facto de terem sido cúmplices dum acto criminoso como o da violação do Segredo de Justiça.
A essa gentinha insuspeita ninguém investiga, nem lhes perguntam quais as suas fontes, pois a Liberdade de Expressão assim os protege (e pelos princípios ainda bem). É uma gentinha para quem os fins justificam os meios, mesmo sob disfarce e a espreitar, cuscamente, pelo buraco da fechadura, vomitando depois o fel produzido pelas suas entranhas venenosas. Uma gentinha menor e, portanto, tóxica!
Pois são estes invertebrados que odeiam quem anda com a espinha dorsal direita. São estes vermes que estão por detrás de toda esta pantomina jornalística, a que se tem assistido nestes últimos tempos e, por isso, os canalhas, também vivem mal com a tal Liberdade que dizem não existir, não jogando limpo as regras da Democracia, de tal modo que não suportam a diferença de opinião. E por isso vivem mal, muito mal com a dignidade e competência que constatam nos outros e que não conseguindo controlar nem exercer, verdadeira pressão, sobre quem invejam, têm de recorrer a expedientes manhosos como manhosa é a sua própria natureza!
O nosso verdadeiro jornalismo parece ter deixado de existir e até a Justiça parece que se demitiu também da sua missão de julgar cegamente dedicando-se antes, através dos jornais, a alguns ensaios sobre a cegueira!...


0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home