terça-feira, novembro 13, 2007

(clique na imagem para ouvir uma das mais belas canções francesas de todos os tempos)

Recordando Léo Ferré


Léo Ferré, libertário assumido, nasceu no principado do Mónaco, em 24 de Agosto de 1916.

Enquanto músico foi autor, compositor e intérprete de um grande número de canções cujas letras revelavam um de elevado nível poético. A sua vasta obra reflectia um inconformismo radical de natureza anarquista, pelo que a qualidade das letras e das músicas aliadas a uma interpretação notável situaram-no entre os maiores vultos da canção francesa.

Após os primeiros estudos na Itália, partiu em 1935 para Paris, a fim de estudar direito. De volta ao Mónaco, começou a compor poemas, cantou nos cabarés, descobriu Charles Trenet e até se encontrou com Edith Piaf, que o aconselhou a apresentar-se em Paris.

Durante algum tempo manteve-se afastado dos acontecimentos políticos, passando a frequentar progressivamente os meios libertários, antes de ingressar no Partido Comunista Francês, que durante toda a vida consideraria um partido de referência.

Os acontecimentos de Maio de 68 na França marcam Léo Ferré.

Assim, no início de 69, lança um disco inspirado nessa marcante agitação: "Comme une fille", "L'été 68" e "Les Anarchistes". Foi ainda autor de canções sobre textos de Baudelaire e Louis Aragon, utilizou também poemas de outros poetas como: Ronsard, Apollinaire, Rimbaud, entre outros.

Teve encontros com alguns de notáveis da música francesa da época entre eles, Jacques Brel e Georges Brassens, considerados pilares da canção francesa.

Viveu no Mónaco, Paris e Toscânia – Itália, onde terminou os seus dias, tendo falecido em 14 de Julho de 1993 com 77 anos.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home