segunda-feira, julho 02, 2007

Tolerância zero para o intolerante e intolerável ministro da Saúde

Em determinada, (e infeliz) entrevista o desbocado ministro da Saúde, Correia de Campos, afirmava que nunca tinha ido nem iria aos SAP – Serviços de Atendimento Permanente. Afirmação gravíssima proveniente do próprio ministro da tutela. É preciso ter lata, digo eu!... E o que dirão os portugueses que não têm outro remédio se não irem aos SAP?

Ora o médico do SAP do Centro de Saúde de Vieira do Minho, Salgado Almeida, que também é vereador da CDU em Guimarães, tirou uma fotocópia dessa infeliz entrevista e acrescentou: "Façam como o ministro e vão às urgências a Braga", afixando-o de seguida no placar do referido centro.

A este gesto viria a seguir a delação do facto através de um homenzinho que foi assessor do anterior presidente da Câmara, actualmente conhecido em Vieira do Minho, com toda a propriedade, como "o bufo", pelo que a agora ex-directora só soube do cartaz, quando tomou conhecimento da queixa apresentada pelo referido “bufante”, mandando-o retirar de seguida.

O ministro demitiu a directora “por incompetência” e nomeou para director do Centro de Saúde um vereador da Câmara de Ponte da Barca eleito pelo P.S.

Esta situação já era grave pela inverosímil “bufaria”, mas mais grave ainda foi a atitude deste ministro desbocado e prepotente que não admite critica à sua própria incompetência e incontinência verbal, portando-se como um verdadeiro tiranete sem carácter, nem atitude democrática.

PS é e sempre foi um partido de liberdade. Atitudes destas não podem fazer parte do código dum partido que sempre se bateu pela liberdade e pela democracia.

Ao intolerante e intolerável ministro resta-lhe assim apresentar a sua demissão como a única saída com o mínimo de dignidade.


0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home