terça-feira, junho 02, 2009

Prós e Contras


A caixa de Pandora



Podendo, por vezes, não concordar com alguma truculência aprecio a frontalidade de Marinho Pinto, por isso sigo com alguma atenção o seu mandato como bastonário e a contestação dos seus colegas bem instalados na profissão, sobretudo, os bem instalados na vida.

Contrariamente à ideia de contestação que se formulava antecipadamente, de que iria ser massacrado sem piedade, Marinho Pinto foi, claramente, o vencedor da noite.

Apenas Rogério Alves esteve à altura do debate; pois ao algarvio Cabrita sobejou em agressividade o que lhe faltou em clarividência. Já Carlos Pinto Abreu foi um flop, talvez a maior desilusão do debate. Não há dúvida que há pessoas que quando são postas à prova em ambientes que não controlam exibem aquilo que valem, (0)Zero.

De tal maneira que a argumentação dos contestatários parecia cingida à defesa encarniçada de privilégios que ofendem o cidadão comum. Ao que se juntam as tristes vaias da plateia, por exemplo, a propósito dessa aberração que é o direito de preferência, ou lá como a querem chamar…

Conclusão: há coisas que a opinião pública vê a léguas. Os senhores advogados, não cuidaram e abriram a caixa de Pandora.




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home